Tags

,

Olá novamente, pessoal! Este é o terceiro post do blog e, caso não tenha lido os dois primeiros, acesse:

Viagem a Atibaia e Viagem a Teresópolis

Gosta de bonsai? Gostaria de saber um pouco mais sobre a história dessa nobre arte no nosso país? Então prossiga na leitura e não esqueça de compartilhar e deixar seu comentário.

Hoje vou falar brevemente sobre outra viagem que fiz com a Ratto’s Bonsai Team. Mais uma vez o mestre Cláudio Ratto proporcionou aos seus alunos uma visita a um bonsaísta importante do nosso país, cuja história e trajetória contribuem bastante para a evolução do bonsai nacional. Desta vez visitamos o mestre Marcelo Martins, de Cabo Frio, RJ.

Cláudio e Marcelo são amigos de longa data e ambos praticam a arte há mais de vinte anos (um dia chego lá!). Marcelo Martins, também conhecido como Marcelo Yamadori, foi o precursor de bonsais da espécie nativa PITECOLOBIUM TORTUM, o famoso “piteco” (caso não conheça esta espécie, aguarde para ver as fotos). Marcelo também cria trabalhos belos e caprichosos de suiseki: formações rochosas de pequeno porte que visam retratar, assim como um bonsai, parte da natureza num espaço confinado. Seu trabalho e estudo visa demonstrar a beleza natural brasileira, com suas ricas restingas e repleta de espécies que ganharam, graças aos trabalhos de mestres como Cláudio Ratto e Marcelo Yamadori, um espaço importante no bonsai mundial.

Cada região possui suas peculiaridades – como clima, fungos, formações rochosas, solo, etc. – o que contribui para que algumas espécies se desenvolvam ou sucumbam ao longo dos anos. No Brasil, um país cuja flora é tão diversificada, o número de espécies nativas é impressionante. Sendo assim, por que não estudá-las e observá-las em seu habitat natural? Qual o porquê de não se trabalhar com novas formas e ser artista com um leque tão impressionante de opções? A verdade é que, para a arte, não existem porquês! E são justamente esses pensamentos que guiam artistas como Marcelo Martins.

  • PARTIDA

Saímos de Niterói, Rio de Janeiro, por volta das sete horas da manhã. Desta vez fomos com um grupo um pouco maior, dividido em três carros. Nos encontramos numa padaria chamada “Café no Bule”, já em Cabo Frio, e desfrutamos de um café-da-manhã bem rápido pois, afinal, estávamos era com sede de bonsai!

Café no Bule

Café no Bule

  • PITECOS E SUISEKIS
piteco_gigante

Um dos maravilhosos bonsais do acervo de Marcelo Martins

O ateliê do Marcelo fica num jardim próximo à sua casa, numa fábrica de chocolate. Lá ele exibe suas peças trabalhadas durante anos e anos, assim como seus suisekis.

Marcelo Martins nos dando uma aula sobre seus suisekis

Marcelo Martins nos dando uma aula sobre seus suisekis

Kengai de Ipê

Kengai de Ipê

 

piteco220131130_110352

Cheflera

Bonsai de Cheflera. Lindo!

Um dos suisekis do mestre

Um dos suisekis do mestre

Mais um suiseki...

Mais um suiseki…

  • PASSEIO E ALMOÇO

Após conversarmos bastante e vermos todos os seus bonsais e suisekis, Marcelo nos levou para fazer um passeio por Cabo Frio. Por volta de meio dia pegamos um barco para atravessar um canal e chegar a um restaurante da região.

20131130_121641

20131130_122806

 

 

Após o almoço voltamos para o ateliê do Marcelo, tiramos algumas fotos e nos despedimos. O passeio foi simplesmente fantástico! Tudo ocorreu muito bem e todos ficaram satisfeitos com o passeio agradável. O mestre foi  muito simpático com todos e nos acolheu muito bem.

Gostaria de deixar aqui, em nome de todos os presentes, o agradecimento a Marcelo Martins por ter nos recebido tão bem e ao mestre Cláudio Ratto por ter intermediado e tornado esta viagem possível. Pretendo sempre postar aqui neste blog as nossas aventuras no mundo do bonsai, apresentando aos leitores bonsais e pessoas maravilhosas. Espero que tenham gostado e, se possível, deixe seu comentário, curta e compartilhe. Um grande abraço e até a próxima!

Parte da Ratto's Bonsai Team. Da esquerda para a direita: Felipe Dallorto, as duas Fernandas, eu, Ricardo Andrade, Marcelo Martins e Cláudio Ratto

Parte da Ratto’s Bonsai Team. Da esquerda para a direita: Felipe Dallorto, as duas Fernandas, eu, Ricardo Andrade, Marcelo Martins e Cláudio Ratto

 

 

Anúncios